Últimos assuntos
» Nossos Filhos nos Acusarão (legendado)
Dom 14 Abr 2013 - 14:16 por jerry

» UMA FAZENDA PARA O FUTURO
Qui 4 Abr 2013 - 20:30 por jerry

» Muito Além do Peso (2012)
Sab 16 Mar 2013 - 22:11 por jerry

» Quem se Importa (2012)
Seg 4 Fev 2013 - 22:52 por jerry

» Luto em Luta (2012)
Ter 22 Jan 2013 - 20:35 por jerry

»  The Suicide Tourist (2007)
Dom 15 Jul 2012 - 23:28 por jerry

» There's no Tomorrow
Sab 5 Maio 2012 - 22:47 por jerry

Votação

Para os que possuem TVs pagas: Você já aderiu ao sistema HD?

27% 27% [ 128 ]
23% 23% [ 107 ]
14% 14% [ 64 ]
25% 25% [ 116 ]
12% 12% [ 57 ]

Total dos votos : 472


Morre aos 79 anos José Alencar, ex-vice-presidente da República

Ir em baixo

Morre aos 79 anos José Alencar, ex-vice-presidente da República

Mensagem por Lili em Ter 29 Mar 2011 - 15:40

Ele lutava contra o câncer desde 1997 e voltou a ser internado na última segunda


Do R7



Dida Sampaio/AE - 25.11.2006

Alencar passou por várias cirurgias na luta contra o câncer desde 1997
Morreu às 14h41 nesta terça-feira (29), aos 79 anos, o ex-vice-presidente da República, José Alencar, que lutava contra um câncer desde 1997. Segundo boletim médico, divulgado às 15h, o ex-vice faleceu em decorrência da doença e "de falência de múltiplos órgãos".

Alencar havia sido internado em “condições críticas” na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na última segunda-feira (28), com um quadro de suboclusão intestinal, ou seja, parte do intestino estava entupido em decorrência do câncer na região.

Os médicos, no dia seguinte à internação, afirmaram que Alencar não passava mais por tratamento e estava sendo sedado para não sofrer. Com voz embargada, o médico Raul Cutait disse que Alencar estava "em um momento muito difícil de sua vida".

As idas e vindas do ex-vice ao Sírio eram constantes. Alencar teve alta hospitalar no último dia 15 de março, quando voltou para sua casa, em São Paulo. O ex-vice havia sido internado no dia 9 de fevereiro com peritonite, inflamação na membrana que reveste a cavidade abdominal. O problema foi causado por uma perfuração no intestino.

Em dezembro do ano passado, o ex-vice-presidente deu entrada no Sírio-Libanês com uma grave hemorragia no intestino. O sangramento, causado por um tumor na região abdominal, foi posteriormente controlado pelos médicos por meio de um procedimento chamado embolização.

O tratamento contra o câncer, doença que ele combatia há mais de uma década, foi retomado em janeiro, após ter sido suspenso devido a seu estado de saúde, considerado delicado.

O ex-vice-presidente passou por diversas cirurgias e sessões de quimioterapia para combater tumores no rim, próstata e abdome, além de se submeter, sem sucesso, a um tratamento experimental fora do país.

Devido à doença, Alencar optou por não concorrer a uma vaga no Senado na eleição de 2010. Ao anunciar a desistência, disse que não seria justo com os eleitores tentar uma nova candidatura.

- Sempre disse que só aceitaria examinar uma candidatura se eu estivesse curado. Eu me sinto curado porque estou muito bem, mas continuo fazendo quimioterapia e não sei se seria honesto colocar o meu nome como candidato fazendo a quimioterapia. E eu não posso parar com a quimioterapia.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente Dilma Rousseff, muito próximos a Alencar, estão em Portugal nesta terça-feira (29).

Homenagem

No dia 25 de janeiro, Alencar recebeu o aval dos médicos para sair do hospital e participar de uma solenidade na sede da Prefeitura de São Paulo. Na ocasião, ele recebeu da presidente Dilma Rousseff uma medalha comemorativa do aniversário da cidade. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também estava presente.

Ao ser condecorado, ele discursou em uma cadeira de rodas e lembrou a luta contra o câncer.

- O período longo em que fiquei ativo me trouxe essa dificuldade de locomoção. Estou fazendo fisioterapia e estou melhorando [...] Não posso me queixar, mas tenho de fazer a minha parte. Estou lutando para não morrer e estamos vencendo com a força de Deus. E seja qual for o resultado, será uma vitória nossa.

Natural de Muriaé, na Zona da Mata mineira, José Alencar Gomes da Silva foi viajante comercial, atacadista de cereais, dono de fábrica de macarrão, atacadista de tecidos e industrial do ramo de confecções. Ele completou 79 anos em 17 de outubro do ano passado.

Alencar era casado com Mariza Campos Gomes da Silva e deixa três filhos: Josué Christiano, Maria da Graça e Patrícia.

Polêmica

No ano passado, o ex-vice-presidente se viu em meio a uma polêmica quando a Justiça de Minas determinou que ele reconhecesse a professora aposentada Rosemary de Morais como sua filha. O processo corria na Justiça desde 2000.

Alencar, porém, recorreu e, em entrevista ao programa do Jô Soares, da TV Globo, disse que não iria “ceder a chantagens”.

- Não há uma pessoa que tenha dito que essa mulher foi vista comigo algum dia. Então, como não há nenhum indício, as pessoas pegam por aquilo, ou fazem o DNA ou não fazem. [...] Então eu não vou me submeter a uma coisa dessa de forma nenhuma. Do contrário, todo mundo vai chegar e dizer você tem que fazer isso, fazer aquilo, com uma chantagem qualquer. E eu não estou habituado a ceder a chantagens.



Fonte: R7
avatar
Lili
Administradora

Feminino Mensagens : 4874
Data de inscrição : 08/04/2009
Idade : 56
Localização : Rio de Janeiro

http://visaoemfoco.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em quase 12 horas, mais de 8 mil pessoas foram ao velório de Alencar

Mensagem por Lili em Qui 31 Mar 2011 - 18:40

Magnólia Trindade, 71 anos, foi a última a chegar ao Planalto, às 23h15. Dilma e Lula chegaram de Portugal direto para as cerimônias fúnebres.

Iara Lemos
Do G1, em Brasília



Magnólia Viana Trindade, 71, com o filho. Ela
foi a última a estar no velório do ex-vice-presidente.
(Foto: G1)
Aos 71 anos, Magnólia Vianna Trindade acelerou o passo para subir a rampa do Palácio do Planalto. Era 23h15 desta quinta-feira (30), e Magnólia queria fazer uma última homenagem ao ex-vice-presidente José Alencar. Acompanhada do filho, Anderson, ela foi a última pessoa a estar no velório do ex-vice-presidente, realizado no Palácio do Planalto.

"Eu gostava muito dele. Foi um dos melhores políticos que o país já teve. Ele vai deixar seu exemplo de perseverança, de humildade e de fé. Eu ficaria muito frustrada se não fizesse uma última oração a ele", disse Magnólia, a última a deixar o Palácio antes de a porta principal ser fechada.

Durante quase 12 horas, mais de 8 mil pessoas subiram a rampa do palácio para prestar uma homenagem ao ex-vice-presidente. O tempo diante do caixão onde estava o corpo de José Alencar era curto. Apenas algunas segundos. O suficiente para que as pessoas orassem, tirassem fotos, e até entregassem flores, todas recolhidas pela equipe do cerimonial.

Segundo o Palácio do Planalto, 150 coroas de flores foram encaminhadas em homenagem ao ex-vice-presidente. Alencar, 79 anos, morreu às 14h41 desta terça (29), no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, em razão de câncer e falência múltipla de órgãos.

Aos 80 anos, Íris Franco Caldas foi ao velório
acompanhada pela filha. (Foto: G1)
Mineira de Divinópolis, Iris Franco Caldas, 80 anos, foi ao velório acompanhada dos netos. Caminhando com dificuldades, ela parou alguns segundos diante do caixão. Em silêncio, fechou os olhos e fez uma oração. Não escondeu a emoção ao deixar o Palácio, depois de prestar sua homenagem.

"Ele era um santo. Para mim, ele já é santo. Um exemplo de homem íntegro, de político, um orgulho para nós de Minas e para o país", disse.

As portas do Palácio foram fechadas às 23h25, encerrando a visitação pública ao velório. Na manhã desta quinta, por volta das 6h30, o caixão com Alencar será levado para Belo Horizonte, onde haverá novo velório. Às 14h, haverá uma cerimônia reservada de cremação do corpo.

Dilma e Lula
A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entraram juntos, às 21h26 no salão do Palácio do Planalto, onde era velado o corpo do ex-vice-presidente José Alencar. Os dois cumprimentaram a mulher de Alencar, Mariza, o filho, Josué, e familiares.

Lula chegou chorando. Aos prantos, ao lado do caixão, ele beijou a testa de Alencar. Dilma também se aproximou do caixão e colocou a mão sobre as mãos do ex-vice-presidente.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estava bastante emocionado durante o velório de Alencar (Foto: G1)
A presidente e o antecessor viajaram juntos desde Portugal, onde participaram da cerimônia na qual Lula recebeu o título de doutor "honoris causa" da Universidade de Coimbra. O ex-presidente dedicou o título a Alencar.

Após a chegada de Dilma e Lula, teve início uma celebração católica de encomendação do corpo, aberta ao público. Participaram da cerimônia ministros, governadores e os presidentes da Câmara, do Senado e do Supremo Tribunal Federal (José Sarney, Marco Maia e Cezar Peluso), entre outras autoridades.

Dom Dimas Lara Barbosa, secretário-geral da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), mencionou o otimismo e fé de Alencar. A cerimônia durou cerca de 40 minutos. Lula e Dilma sairam sem falar com a imprensa.



Fonte: G1
avatar
Lili
Administradora

Feminino Mensagens : 4874
Data de inscrição : 08/04/2009
Idade : 56
Localização : Rio de Janeiro

http://visaoemfoco.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

'A família só tem a agradecer ao Brasil', diz irmã de Alencar

Mensagem por Lili em Qui 31 Mar 2011 - 18:41

Cecília Peres da Silva falou à imprensa no fim da cerimônia de cremação. Ex-vice-presidente morreu na terça, vítima de um câncer.

Robson Bonin
Do G1 MG


Cortejo do corpo de José Alencar dentro do crematório, na Grande BH (Foto: Robson Bonin/G1)
"A família só tem a agradecer ao Brasil", disse Cecília Peres da Silva Freire, irmã de José Alencar, no fim da cerimônia de cremação do corpo do ex-vice-presidente, nesta quinta-feira (31), em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A cremação foi realizada no Parque Renascer Cemitério e Crematório, fechada para a família e os amigos.

Cecília disse que "ele sempre foi, pra mim, uma pessoa extraordinária. Sofri dia e noite com ele nesses anos de doença. Ele morreu lúcido, ele sabia que estava morrendo. Ele sabia que estava dando um passo para outra vida", resumiu.

De acordo com o Antônio Alencar, irmão do ex-vice-presidente, as cinzas devem ser entregues para a família ainda nesta quinta-feira. Depois, serão levadas para uma capela no distrito de Itamori, distrito de Muriaé, na Zona da Mata de Minas Gerais, onde José Alencar foi batizado.

A cerimônia de cremação durou cerca de 15 minutos. Segundo a administração do cemitério, o prazo para a entrega de cinzas, em procedimentos normais, é de até 96 horas. A respeito da entrega dos restos mortais do ex-vice-presidente, a administração informou que não pode revelar se houve algum acordo especial com a família para a entrega rápida das cinzas.

Cremação
O corpo do ex-vice-presidente chegou às 14h35 ao crematório. Os oficiais do Exército fizeram as honras militares com salva de três tiros. Em seguida, houve outra salva de tiros de canhão.

O governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, acompanhou o cortejo até o cemitério, mas não ficou até o fim da cerimônia.

O ex-vice-presidente da República José Alencar foi velado nesta quinta-feira (31), no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte. Várias autoridades e políticos, além de amigos e da família, acompanharam a despedida.

Despedida
A presidente da República, Dilma Rousseff, e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, estiveram no velório de José Alencar, no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte. Eles cumprimentaram a família e participaram de uma celebração religiosa. O governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, os senadores Aécio Neves e Itamar Franco e o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, entre outras autoridades e políticos, acompanharam a despedida na sede simbólica do governo mineiro.

Durante o velório, o sobrinho de José Alencar, Rodrigo Guarçoni, disse, no Palácio da Liberdade, que "José Alencar tratou a morte e a vida como um sentimento igual”.

Fim da luta
Alencar, de 79 anos, morreu às 14h41 desta terça, em razão de câncer e falência múltipla de órgãos, segundo informou o Hospital Sírio-Libânes, onde estava internado havia dois dias. Os carros deixaram o prédio por uma saída lateral, que foi cercada durante a madrugada para evitar aglomeração de curiosos e da imprensa.



Fonte: G1
avatar
Lili
Administradora

Feminino Mensagens : 4874
Data de inscrição : 08/04/2009
Idade : 56
Localização : Rio de Janeiro

http://visaoemfoco.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Morre aos 79 anos José Alencar, ex-vice-presidente da República

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum