Últimos assuntos
» Nossos Filhos nos Acusarão (legendado)
Dom 14 Abr 2013 - 14:16 por jerry

» UMA FAZENDA PARA O FUTURO
Qui 4 Abr 2013 - 20:30 por jerry

» Muito Além do Peso (2012)
Sab 16 Mar 2013 - 22:11 por jerry

» Quem se Importa (2012)
Seg 4 Fev 2013 - 22:52 por jerry

» Luto em Luta (2012)
Ter 22 Jan 2013 - 20:35 por jerry

»  The Suicide Tourist (2007)
Dom 15 Jul 2012 - 23:28 por jerry

» There's no Tomorrow
Sab 5 Maio 2012 - 22:47 por jerry

Votação

Para os que possuem TVs pagas: Você já aderiu ao sistema HD?

27% 27% [ 128 ]
23% 23% [ 107 ]
14% 14% [ 64 ]
25% 25% [ 116 ]
12% 12% [ 57 ]

Total dos votos : 472


Maestro diz que convivência com a Vai-Vai foi lição de vida

Ir em baixo

Maestro diz que convivência com a Vai-Vai foi lição de vida

Mensagem por Paulo em Qua 9 Mar 2011 - 8:45

"Quanta emoção, meu Deus. Eu sou um velho maestro chorão". Assim o maestro João Carlos Martins, 71, --que está em Fort Lauderdale, nos Estados Unidos-- atendeu o telefone. Homenageado pela escola de samba Vai-Vai, campeã do Carnaval 2011 de São Paulo com o enredo "A Música Venceu", Martins afirmou que a convivência com a agremiação foi uma lição de vida.
Quando a Vai-Vai me convidou para o desfile, eles falaram que eu seria uma lição de vida para a escola. A minha conclusão depois de seis meses de convivência foi de que o amor da comunidade do Bixiga [região central de São Paulo] com a Vai-Vai e de cada elemento da escola é que foram uma lição de vida para mim. Mais um passo muito grande na minha vida, de aprender o que é o amor de uma comunidade".

A Vai-Vai fez 269,5 dos 300 pontos possíveis. A Acadêmicos do Tucuruvi e a Unidos de Vila Maria fizeram 269,25. Em quarto lugar ficou a Mancha Verde, com 268,75 pontos, e em quinto veio a Gaviões da Fiel, com 268,5. As escolas Nenê de Vila Matilde e Unidos do Peruche foram rebaixadas.

O maestro está nos Estados Unidos para fazer a divulgação da apresentação da Orquestra Bachiana Filarmônica, que acontecerá em setembro, no Lincoln Center, em Nova York. Disse que acompanhou a apuração do hotel e, desde a confirmação do resultado, seu telefone já havia tocado mais de 70 vezes.

"Eram os únicos quatro dias que eu tinha livre, após o desfile, para fazer a divulgação do concerto que terá a participação de dez integrantes da bateria da Vai-Vai. Mas na sexta-feira [11] estarei de casaca e borboleta branca novamente no Sambódromo. Quanta emoção!", afirmou Martins referindo-se ao desfile das campeãs do Carnaval de São Paulo.

Para o homenageado, a escola de samba e sua orquestra têm em comum a superação das dificuldades. "Meu caso é de teimosia. A história da Vai-Vai é de superação, a história da minha Bachiana é de superação. Nós temos algo em comum, a escola ainda não tem uma quadra, e nós só teremos sede daqui três meses, ensaiamos em um hotel".

A parceira com a agremiação nasceu depois que Martins viu a apresentação do maestro Isaac Karabtchevsky com a Mangueira. "Tocamos juntos há uns três anos, mas essa apresentação no Lincoln Center será a mais especial. Estou levando a bateria para mostrar o que a música tem em relação ao ritmo e o que o país teve de influência para chegar ao samba", afirmou.

Maestro João Carlos Martins durante o desfile da escola de samba Vai-Vai com o enredo "A música venceu!"
SUPERAÇÃO

João Carlos Martins -- que já foi considerado um dos maiores intérpretes do compositor Johann Sebastian Bach-- tornou-se maestro após perder parte dos movimentos da mão direita. Nos anos 90, quando estava em tratamento intensivo e já tinha recuperado parte dos movimentos, foi agredido na cabeça durante um assalto e perdeu novamente o movimento das mãos.

Depois disso, Martins se dedicou a projetos sociais de ensino de música para crianças carentes e fundou a questra Bachiana Filarmônica, que já se apresentou quatro vezes nos Estados Unidos.

Além de superar dificuldades para continuar trabalhando com música, Martins já teve que enfrentar problemas políticos. Em 2009, ele foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região --ao lado de seu ex-sócio na construtora Entersa, Rubens Kaufman,-- por crimes contra a ordem tributária no caso Paubrasil, esquema ilegal de arrecadação para as campanhas de Paulo Maluf em 1990 e 1992.

O maestro sempre negou irregularidades no caso. As penas de prisão foram substituídas por penas restritivas de direito.

Fonte:
Folha
avatar
Paulo
Administrador

Masculino Mensagens : 3616
Data de inscrição : 06/04/2009
Idade : 54
Localização : São Paulo

http://visaoemfoco.ativoforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum